Quadros Decorativos

143 Produtos
Ordenar por
Quadros Cícero Silva | WestwingNow

Quadros Decorativos para redecorar as paredes de casa

Uma maneira fácil, rápida e barata de mudar a decoração da casa é através dos quadros decorativos. Eles fazem toda a diferença em um ambiente e possuem muitas formas para criar o máximo de combinações possíveis.

Através dos modelos diferentes é possível criar a decoração que mais combina com seu estilo e que deixe sua casa personalizada do seu jeito. Porém, com a enorme variedade, é importante ficar atento às diferenças de formatos e tipos de quadros no momento da decoração, para que as peças se complementem com o restante do cômodo.

Quadros decorativos para exaltar sua personalidade

Quando os assuntos são os quadros decorativos, a primeira coisa a fazer é definir e tentar manter a sua personalidade acima de tudo no espaço. Afinal, um quadro na parede pode dizer muito sobre quem mora no local e não deve simplesmente ser exposto sem considerar a mensagem que desejamos transmitir.

Portanto, para que o ambiente tenha uma identidade única, é importante que sua personalidade como morador esteja impressa na composição dos quadros decorativos, para que quem habite no local possa se identificar com o ambiente, assim como quem for te visitar.

Dessa forma, os quadros podem ter algum valor sentimental, contar uma história e transmitir emoções aos que adentrem no local, ajudando a criar memórias inesquecíveis.

Como distribuir os quadros decorativos

Quando o assunto é a decoração, a primeira coisa que deve ser pensada e analisada é o espaço disponível para colocar em prática todas as ideias. No caso de ambientes menores, o ideal é não exagerar na quantidade de quadros para decoração. Simplifique tudo e crie uma composição limpa e que esteja em harmonia com o restante da decoração.

Já no caso de ter um espaço bem amplo na parede, a melhor opção é usar conjunto de quadros decorativos. Assim você pode aproveitar o espaço e personalizar de modo inteligente e de forma que fique do seu agrado.

Outra dica é posicionar os quadros menores em locais que os visitantes tenham um contato mais próximo. Neste caso, explore as estampas e fotos detalhistas para enriquecer a decoração. No caso dos quadros maiores, o ideal é usá-los em paredes com mais espaço, onde eles serão mais bem vistos e apreciados.

Teste a composição dos quadros decorativos

Para facilitar na hora de decorar e não errar na composição, uma dica é testar a disposição dos quadros usando folhas de papel. Para isso, recorte as folhas do tamanho dos quadros que pretende usar na decoração e vá testando a distribuição deles na parede do cômodo. Isso ajuda a evitar ter de furar as paredes e depois se arrepender da decisão.

Existem também outros critérios que podem ser colocados em prática. Você pode escolher posicionar os quadros de acordo com a altura, criando assim harmonia entre a parede e o resto da casa. Se os quadros forem postos onde há móveis, tome como referência o local onde eles terminam e coloque o quadro cerca de 25 cm acima dele.

Porém, se você tiver um espaço bem amplo para posicionar os quadros decorativos para sala e que não tenham que disputar a atenção com os móveis, tudo fica mais fácil. Tome o chão como referência na hora de medir a distância e posicione o quadro cerca de 1,60 m do chão, sempre tomando como base o centro do quadro. Assim ele ficará na altura dos olhos, não causando nenhum desconforto para quem quiser apreciá-lo.

Como combinar os quadros decorativos com o décor

Não adianta escolher os quadros decorativos apenas por serem bonitos e atraentes. Mais do que isso, eles precisam combinar e dialogar com a decoração pré-existente na casa. É importante e necessário seguir a proposta apresentada na decoração geral e fazer uso de quadros que a respeitem.

Apesar dos quadros serem uma solução fácil e rápida para quem quer decorar, eles nem sempre ficam bem em todos os cômodos. Esteja sempre atento ao visual do seu ambiente e no que falta para complementá-lo. Seja nas cores, estampas ou texturas, eles sempre vão trazer a sensação de se encaixar perfeitamente no espaço.